24 de dezembro de 2008

Cartinha de um pequeno tricolor

Cartinha de um pequeno tricolor
Querido Papai Noel, 

Meu nome é Francisco Santos, mas todos me chamam de Chiquinho, eu tenho 7 aninhos e escrevo esta cartinha para que o senhor possa me dar um presente. Eu cheguei a escrever outra cartinha, mas meu pai rasgou e jogou fora, acho que ele não gostou por eu ter pedido àquela boneca que passa na propaganda da tv... 

Eu fui um menino bonzinho esse ano, eu só fui pra recuperação de 4, mas o importante é que passei, diferente do ano passado, quando meu pai teve que conversar bastante com meu professor, porque nem pra recuperação ele quis que eu fosse. Meu pai conversou por 3 horas dentro da sala de professores, com porta trancada e tudo, ele conversou tanto, que chegar saiu todo suado da sala, tava mancando um pouco, ele disse que tropeçou no tapete. Estou escrevendo escondido de meu pai, ele não deixou escrever de novo, disse que o senhor não existe. Mas eu acredito. Sei que o senhor anda muito ocupado, mas o que vou pedir não é muita coisa. 

Dessa vez eu vou pedir outra coisa. Desde que eu nasci, o meu pai me leva pra assistir os jogos do time dele, o Bahia. Ele me veste todo de vermelho, branco e azul, acho essa combinação muita feia, mas não posso reclamar, senão ele me bate. Mas o meu pai sempre volta muito triste dos jogos, reclama muito, fica bêbado e bate em minha mãe. Por isso eu queria pedir ao senhor que acabe logo com o Bahia, aí ele vai parar de torcer e parar de seu mal. Estou deixando de gostar de futebol, meu pai sempre fica triste e nunca pude gritar "é campeão". 

Além disso meu pai me proibiu de acompanhar minha mãe ao salão de beleza, bem que gostaria de voltar a ir pra lá. Ainda bem que minha mãe me leva com ela quando vai comprar roupa, eu dou muitas dicas pra ela, ela adora. É mara! Aproveitando, queria que ele não me obrigasse a vestir a camisa do Bahia, meus coleguinhas ficam me perturbando, dizendo que eu sou viadinho tricolor. O senhor poderia não dar presentes para eles, só pro Junior, pois ele é o que mais brinca comigo. Não posso contar as brincadeiras porque ele pediu segredo. Aguardo alegremente os meus pedidos. 

Beijos! Com muito carinho, 

Chiquinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

2leep.com