19 de abril de 2010

Comissão técnica do jahia apanha da PM

Se não bastasse torcedores apanhando da PM, agora são jogadores e comissão técnica: O técnico Renato Gaúcho e o jogador João Marcelo foram agredidos por policiais militares na porta do vestiário do estádio de Pituaçu neste domingo (18), durante o intervalo do primeiro tempo da partida entre Bahia e Bahia de Feira. O suposto motivo teria sido um desentendimento com o trio de arbitragem, chamado de 'ladrão' pelos torcedores ao retornaram para o gramado. (Fonte e foto do Correio*)

Sobre a confusão no intervalo com os policiais que faziam a guarda do trio de arbitragem, Renato procurou separar as coisas, mas não deixou de protestar. “Quero deixar bem claro que a corporação Polícia Militar não tem nada a ver com isso. Agora, esses dois brutamontes, despreparados, que estavam aqui hoje, têm que ser punidos por que não havia motivo nenhum pra toda aquela violência”, cobrou. Presente no momento da confusão, o radialista Dito Lopes, narrou o que viu. “Foi uma covardia de dois policiais imensos, que chegaram dando cacetadas no Nen, no Renato Gaúcho e no João Marcelo, que estava lá só para separar, sem motivo. O Nen, na divisão dos vestiários, apenas falou ‘professor, tá dando cartão bobo’, nada demais, e recebeu a porrada. Lamentável”, finalizou. Professor, na linguagem boleira, é como os jogadores se dirigem aos árbitros. O Bahia reclama dos cartões amarelos dados a Ananias e Bruno Silva, que estavam pendurados. (fonte BahiaNotícias)

Após o jogo... Arbitragem: Jailson e PMFoto: A TARDE Renato Gaúcho hematomaFoto: Marcelo Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

2leep.com