1 de julho de 2011

Atacante Júnior do Bahia pode ser preso novamente

O jogador Junior, ex-Vitória, atualmente no Bahia, não consegue se livrar dos fantasmas do passado.

Recentemente publicamos diversas irregularidades em sua documentação, fato que foi abafado pelo STJD, na tentativa de proteger a CBF, co-autora da sacanagem.

A repercussão foi tão grande que obrigou a entidade a proibir a exibição pública de suas páginas que mostravam movimentações de atletas brasileiros.

Pois é.

Descobrimos novos problemas em seu passado, relacionados também a fraudes em documentos.

Um contrato, efetuado com o Boa Vontade/MA, sem a assinatura do atleta, ajudou a fraudar sua transferência do Fortaleza/CE para o Treze/PB, em 2002.

O jogador havia retornado da França, com documento falso, e precisava que alguém esquentasse seus papéis.

A fraude pode ser comprovada pela falta do ITC, que nunca foi emitido pela Federação Francesa.

O juiz Alexandre Diaférria, da 4ª Vara Federal de Guarulhos, local em que Junior foi preso no ano passado, estuda expedir novo mandado de prisão contra o jogador, baseado não apenas nessa descoberta, mas também na denúncia de que outro passaporte falso teria sido encontrado em nome do atacante, desta vez com cidadania italiana.

Outros três países estão atentos a decisão da justiça brasileira – Espanha, Bélgica e França – locais em que teria jogado não apenas com essa documentação fajuta, mas também com a idade adulterada.

Vale lembrar que Junior encontra-se em liberdade, calçado por um habeas-corpus, emitido na ocasião de sua detenção, em 2010, por crime semelhante.

Fonte: Blog do Paulinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

2leep.com